Click Macaé
ClickMacaé.com.br
ClickMacaé.com.br

» A Bacia de Campos

» O Cenário Offshore

» Petróleo e Gás

» Empregos

» Cursos> Fornecedores Offshore> Shopping

» Informações> História do Petróleo> A História no Brasil> A Atividade Offshore no Brasil> As Crises do Petróleo> As Plataformas da Bacia de Campos> A Bacia de Campos em Números> As Reservas da Petrobras> Lei do Petróleo> Licenciamento Ambiental> Marco Regulatório> Petrobras no mundo> Pré-sal> Sobre o Petróleo> Sobre o Gás

» Empregos> Buscar Profissionais para Minha Empresa> Buscar Vaga de Emprego na Área

» Glossário> Terminologia Naval> Terminologia Offshore> Terminologia Offshore Comercial> Glossário e Abreviações

Sampling Treinamentos Curso 24 Horas

Petróleo fecha em alta, com riscos geopolíticos e fechamento de campo na Líbia

10 de abril de 2017

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta nesta segunda-feira, 10/04, ainda refletindo os riscos geopolíticos, que se intensificaram desde que os Estados Unidos lançaram mísseis em uma base militar síria, na semana passada.

Além disso, os investidores digerem o fechamento do maior campo petrolífero da Líbia por uma milícia local, após ter sido reaberto na semana passada.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para maio fechou em alta de 1,61%, a US$ 53,08 por barril. Na Intercontinental Exchange (ICE), o petróleo tipo Brent para junho avançou 1,34%, a US$ 55,98 por barril. Foi a nona alta dos preços do petróleo nas últimas dez sessões.

Ameaças em uma das principais regiões do mundo para a produção de petróleo estão reforçando o sentimento de alta entre os investidores. Os preços subiram na semana passada devido à ameaça de um conflito na Síria, que se espalhou para países vizinhos, que são grandes exportadores da commodity. Além disso, o maior campo petrolífero da Lívia, Sharara, foi fechado novamente, após uma milícia local ter bloqueado o oleoduto, informou um integrante do Ministério do Petróleo líbio.

Grande parte dos ganhos do petróleo veio após os EUA terem lançado 59 mísseis em direção a uma base militar da Síria, alegando ser uma resposta a um ataque químico, supostamente patrocinado pelo governo de Bashar al Assad. Mesmo a Síria sendo um produtor marginal de petróleo, o movimento americano tem alimentado preocupações de possíveis retaliações contra o Irã e a Rússia, já que ambos renovaram seu apoio ao regime Assad.

Os preços, que já estavam em alta, receberam um novo impulso na manhã desta segunda-feira, após uma interrupção de petróleo na Líbia. O campo Sharara produzi cerca de 200 mil barris por dia e terá sua produção afetada por tempo indeterminado, uma vez que a duração do bloqueio é incerta.

A Líbia, que faz parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) foi isenta, no ano passado, de cortar sua produção. Com a interrupção, o país provavelmente não irá alcançar seus objetivos de produzir 800 mil barris por dia até o fim de abril, e de produzir 1,1 milhão de barris por dia até agosto, de acordo com o Commerzbank.

Fonte: Dow Jones Newswires

Últimas Notícias
» Macaé impulsiona movimento 'Bacia de Campos é preciso investir'
» Governo vai prorrogar incentivo fiscal à indústria petroleira
» Bacia de Campos: investimento em campos maduros pode aquecer economia
» Opep não tem pressa para um corte de produção mais profundo, dizem delegados
» ANP: Projetos de petroleiras podem liberar R$ 240 bi em investimentos
» Wilson Sons Rebocadores assina financiamento
» ANP diz que cenário é de otimismo pela 14ª rodada de licitações de áreas de petróleo
» Café Empresarial com palestras, estará acontecendo em julho, em Macaé
» Macaé na rota da superação
» Petrobras paga mais US$ 6 bi em juro de dívida anual que concorrência
veja mais notícias »

Fornecedores
Fornecedores - Para consultar ou anunciar, clique aqui, de R$240,00 por apenas R$99,90 ao ano, e disponibilize informações sobre seus produtos e serviços para o maior mercado de Petróleo e Gas do país: a Bacia de Campos.

Siga as últimas novidades do ClickMacaé diretamente no TwitterSiga as últimas novidades do ClickMacaé diretamente no Twitter.


Curta nossa página no Facebook

Política de Privacidade | Privacy policy | Publicidade | ContatoDesenvolvido pela SYS Computing