Click Macaé
ClickMacaé.com.br
ClickMacaé.com.br

» Contratar Profissional

» A Bacia de Campos

» O Cenário Offshore

» Petróleo e Gás

» Empregos

» Cursos> Fornecedores Offshore> Shopping

» Informações> História do Petróleo> A História no Brasil> A Atividade Offshore no Brasil> As Crises do Petróleo> As Plataformas da Bacia de Campos> A Bacia de Campos em Números> As Reservas da Petrobras> Lei do Petróleo> Licenciamento Ambiental> Marco Regulatório> Petrobras no mundo> Pré-sal> Sobre o Petróleo> Sobre o Gás

» Empregos> Buscar Profissionais para Minha Empresa> Buscar Vaga de Emprego na Área

» Glossário> Terminologia Naval> Terminologia Offshore> Terminologia Offshore Comercial> Glossário e Abreviações

Sampling Treinamentos Curso 24 Horas

O pior já passou', afirma diretora da Petrobras sobre crise no setor

11 de setembro de 2018

No domingo (2/9), completaram-se dez anos da primeira produção no pré-sal, no campo de Jubarte (ES).

Desde então, outras 20 plataformas foram instaladas, levando a produção para a casa de 1,5 milhão de barris por dia.

A perspectiva de riqueza justificou negócios que depois trariam prejuízos à Petrobras, tanto por serem inviáveis quanto por terem movimentado o esquema investigado pela Operação Lava Jato.

"O pior já passou", diz a diretora de exploração e produção da Petrobras, Solange Guedes. A Petrobras tem 13 plataformas previstas para instalar em reservas já descobertas.

Qual foi a maior evolução nesse período de dez anos? A construção de poços, que foi decisiva para a viabilização do pré-sal. Fomos capazes de projetar poços de alta produtividade em prazo cada vez menor.

São quilômetros abaixo do nível do mar, e melhoramos a rapidez com que chegamos lá. Em dez anos, o prazo para a construção de um poço caiu de 300 para cem dias.

Segundo a britânica BP, o pré-sal já é competitivo com as reservas não convencionais nos EUA. A sra. concorda?"?Sim. Para produzir não convencionais, é necessário ficar perfurando o tempo todo para manter, porque os poços perdem pressão muito rápido.

Aqui, a dinâmica é mais lenta, os poços são muito mais caros, mas depois que eles estão produzindo, ficam estáveis, com produção firme por mais tempo, porque os reservatórios são maiores.

Há hoje uma capacidade ociosa entre fornecedores nacionais. Haverá espaço para novas contratações? A crise de 2015 retraiu muito a indústria, a Petrobras retraiu também. Acho que o pior já passou, a indústria está retomando.

Os leilões foram fundamentais para a volta do dinamismo, os preços têm perspectiva estável. A perspectiva para a indústria brasileira de óleo e gás é fenomenal.

A indústria naval terá espaço? Essa resposta tem de ser dada por ela mesma. Se a indústria naval se preparar do ponto de vista de competitividade, as ofertas serão muitas. Não haverá motivos para que as nove operadoras do pré-sal busquem opções no exterior.

Prepare-se:

Não fique de fora dos  empregos, e negócios, no setor de Petróleo e Gás
Qualifique-se com nossos treinamentos, clicando aqui.

Fonte: Folha SP

Últimas Notícias
» 5ª rodada do pré-sal se torna prioridade para as petroleiras
» Repsol Sinopec Brasil apresenta novas tecnologias para offshore na Rio Oil & Gas 2018
» Laboratórios criam âncora de poliéster e robô submarino para setor de petróleo
» Petrobras vê salto na produção de petróleo em 2019 e corte de US$10 bi na dívida
» ANP aprova inscrição de três novas empresas para a oferta permanente
» Arrecadação com royalties do petróleo cresce 62% no ano
» Petrobras quer elevar produção de petróleo em até 10% em 2019, diz diretor
» Aker Solutions fecha contrato com a Petrobras para manutenção em nove plataformas
» Tecnologia torna o pré-sal a principal fronteira petrolífera do mundo
» União deve ter que pagar Petrobras em espécie pela revisão da cessão onerosa
veja mais notícias »

Fornecedores
Fornecedores - Para consultar ou anunciar, clique aqui, de R$240,00 por apenas R$99,90 ao ano, e disponibilize informações sobre seus produtos e serviços para o maior mercado de Petróleo e Gas do país: a Bacia de Campos.

Siga as últimas novidades do ClickMacaé diretamente no TwitterSiga as últimas novidades do ClickMacaé diretamente no Twitter.


Curta nossa página no Facebook

Política de Privacidade | Privacy policy | Publicidade | ContatoDesenvolvido pela SYS Computing