Click Macaé
ClickMacaé.com.br
ClickMacaé.com.br

» Contratar Profissional

» A Bacia de Campos

» O Cenário Offshore

» Petróleo e Gás

» Empregos

» Cursos> Fornecedores Offshore> Shopping

» Informações> História do Petróleo> A História no Brasil> A Atividade Offshore no Brasil> As Crises do Petróleo> As Plataformas da Bacia de Campos> A Bacia de Campos em Números> As Reservas da Petrobras> Lei do Petróleo> Licenciamento Ambiental> Marco Regulatório> Petrobras no mundo> Pré-sal> Sobre o Petróleo> Sobre o Gás

» Empregos> Buscar Profissionais para Minha Empresa> Buscar Vaga de Emprego na Área

» Glossário> Terminologia Naval> Terminologia Offshore> Terminologia Offshore Comercial> Glossário e Abreviações

Sampling Treinamentos Curso 24 Horas

Repetro pode dar ao RJ receita de R$ 124,2 bi

8 de março de 2018

O Estado e os municípios do Rio de Janeiro têm potencial de arrecadação de R$ 124,2 bilhões em participações governamentais oriundas das atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural, caso o "Repetro", regime aduaneiro especial para o setor, de âmbito federal, permaneça válido para o Estado. Os cálculos são do Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (IBP).

Por decreto estadual, o Rio de Janeiro aderiu ao Repetro, cuja extensão para 2040 foi aprovada por Lei federal no ano passado. O projeto de lei estadual 3.660/2017, em trâmite na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, prevê que a adesão considere apenas as atividades de exploração petrolífera.

"O maior investimento está na fase de desenvolvimento da produção. Se não houver Repetro [no Rio de Janeiro] e outro Estado tiver [o regime especial], a plataforma pode ser construída em outro Estado", disse o secretário-executivo de Exploração e Produção do IBP, Antonio Guimarães, após participar de audiência pública sobre o tema na Assembleia Legislativa.

Segundo o executivo, caso o projeto de lei seja aprovado na forma atual, ele tem potencial para reduzir a taxa de retorno dos projetos petrolíferos abaixo de 10% e torná-los inviáveis no Estado. "O mais importante é viabilizar os projetos", disse.

O Repetro prevê que as companhias sejam isentas de tributação na importação de equipamentos para exploração e produção no mar. A adesão dos Estados ao Repetro permite a extensão da isenção fiscal para tributos estaduais.

Guimarães disse que não se pode compensar perdas de royalties com aumento do ICMS. "O contexto da situação está muito além do debate sobre o ICMS. Essas questões têm que ser endereçadas de forma legítima, em outro fórum, que é no legislativo federal".

Em outra conta apresentada pelo executivo, os projetos petrolíferos previstos para o Rio podem demandar US$ 9,5 bilhões de investimentos anuais e gerar 230 mil empregos e geração de valor de US$ 2,5 bilhões.

Presente à audiência, o diretor de Petróleo, Gás, Bioenergia e Petroquímica da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Alberto Machado, disse, que o Repetro prejudica a indústria nacional de equipamentos. Segundo ele, por causa do Repetro, a indústria nacional teve que vender os componentes com isenção e não teve como compensar os impostos pagos por ela. Ele defendeu que outros Estados também não realizem a adesão à extensão do Repetro.

IMPORTANTE PARA A EMPRESA, OU PARA O PROFISSIONAL:

Negócios, e empregos, têm transformado 2018 em um ano ESPETACULAR

Matricule-se em  nossos TREINAMENTOS ONLINE ou PRESENCIAIS, no setor de óleo e gás, e não fique de fora da retomada do setor.

O Click Macaé Cursos agora é credenciado pela ABED (Associação Brasileira de Educação a Distáncia)

- Treinamento ONLINE Novo Repetro Sped - Matricule-se já.

Fonte: Valor

Últimas Notícias
» Dow destaca soluções inovadoras em sua 4ª participação na Rio Oil & Gas 2018
» 5ª rodada do pré-sal se torna prioridade para as petroleiras
» Repsol Sinopec Brasil apresenta novas tecnologias para offshore na Rio Oil & Gas 2018
» Laboratórios criam âncora de poliéster e robô submarino para setor de petróleo
» Petrobras vê salto na produção de petróleo em 2019 e corte de US$10 bi na dívida
» ANP aprova inscrição de três novas empresas para a oferta permanente
» Arrecadação com royalties do petróleo cresce 62% no ano
» Petrobras quer elevar produção de petróleo em até 10% em 2019, diz diretor
» Aker Solutions fecha contrato com a Petrobras para manutenção em nove plataformas
» Tecnologia torna o pré-sal a principal fronteira petrolífera do mundo
veja mais notícias »

Fornecedores
Fornecedores - Para consultar ou anunciar, clique aqui, de R$240,00 por apenas R$99,90 ao ano, e disponibilize informações sobre seus produtos e serviços para o maior mercado de Petróleo e Gas do país: a Bacia de Campos.

Siga as últimas novidades do ClickMacaé diretamente no TwitterSiga as últimas novidades do ClickMacaé diretamente no Twitter.


Curta nossa página no Facebook

Política de Privacidade | Privacy policy | Publicidade | ContatoDesenvolvido pela SYS Computing