Click Macaé
ClickMacaé.com.br
ClickMacaé.com.br

» Contratar Profissional

» A Bacia de Campos

» O Cenário Offshore

» Petróleo e Gás

» Empregos

» Cursos> Fornecedores Offshore> Shopping

» Informações> História do Petróleo> A História no Brasil> A Atividade Offshore no Brasil> As Crises do Petróleo> As Plataformas da Bacia de Campos> A Bacia de Campos em Números> As Reservas da Petrobras> Lei do Petróleo> Licenciamento Ambiental> Marco Regulatório> Petrobras no mundo> Pré-sal> Sobre o Petróleo> Sobre o Gás

» Empregos> Buscar Profissionais para Minha Empresa> Buscar Vaga de Emprego na Área

» Glossário> Terminologia Naval> Terminologia Offshore> Terminologia Offshore Comercial> Glossário e Abreviações

Sampling Treinamentos Curso 24 Horas

Opep vê maior oferta de petróleo de rivais em 2018

13 de abril de 2018

A Opep revisou na quinta-feira, 12/04, sua previsão para o crescimento da oferta de seus rivais em 2018 em quase três vezes mais do que sua projeção revisada de crescimento global de demanda de petróleo.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo afirmou que o crescimento da oferta de petróleo de fora da Opep deve aumentar em mais 80 mil barris por dia (bpd) este ano, para 1,71 milhão de bpd, impulsionado em grande parte pelo aumento acima do esperado, no primeiro trimestre, nos Estados Unidos e na antiga União Soviética.

Ao mesmo tempo, a organização aumentou sua previsão para demanda global de petróleo este ano em 30 mil bpd para 1,63 milhão de bpd.

“Isso reflete principalmente o momento positivo nos países da OCDE no 1T18 com base em dados melhores do que os esperados, e suportados pelo desenvolvimento de atividades industriais, pelo frio mais forte que o antecipado e firmes atividades de mineração nas Américas e Ásia Pacífico”, disse em seu relatório mensal de mercado.

O grupo de 14 produtores com sede em Viena disse que a produção coletiva de acordo com fontes secundárias caiu em 201 mil bpd, para 31,96 milhões de bpd em março, ante fevereiro, com declínios em Angola, Argélia, Venezuela, Arábia Saudita e Líbia.

A produção nos Emirados Árabes Unidos registrou o maior aumento mês a mês, de acordo com as fontes secundárias, subindo cerca de 45 mil bpd em março, para 2,.86 milhões bpd.

O líder da Opep, Arábia Saudita, disse ao grupo que bombeou 9,907 milhões de bpd em março, 28 mil bpd abaixo do nível de fevereiro.

A Venezuela informou produção de 1,509 milhão de bpd em março, 77 mil bpd abaixo do nível informado em fevereiro.

A Opep, a Rússia e vários outros produtores de fora do grupo começaram a cortar oferta em janeiro de 2017, em um esforço para reduzir um excesso global de petróleo bruto que se acumulou desde 2014.

O pacto vai até o final do ano, e a Opep se reúne em Viena em junho para decidir sobre seu próximo passo neste movimento.

Fonte: Exame

Últimas Notícias
» Dow destaca soluções inovadoras em sua 4ª participação na Rio Oil & Gas 2018
» 5ª rodada do pré-sal se torna prioridade para as petroleiras
» Repsol Sinopec Brasil apresenta novas tecnologias para offshore na Rio Oil & Gas 2018
» Laboratórios criam âncora de poliéster e robô submarino para setor de petróleo
» Petrobras vê salto na produção de petróleo em 2019 e corte de US$10 bi na dívida
» ANP aprova inscrição de três novas empresas para a oferta permanente
» Arrecadação com royalties do petróleo cresce 62% no ano
» Petrobras quer elevar produção de petróleo em até 10% em 2019, diz diretor
» Aker Solutions fecha contrato com a Petrobras para manutenção em nove plataformas
» Tecnologia torna o pré-sal a principal fronteira petrolífera do mundo
veja mais notícias »

Fornecedores
Fornecedores - Para consultar ou anunciar, clique aqui, de R$240,00 por apenas R$99,90 ao ano, e disponibilize informações sobre seus produtos e serviços para o maior mercado de Petróleo e Gas do país: a Bacia de Campos.

Siga as últimas novidades do ClickMacaé diretamente no TwitterSiga as últimas novidades do ClickMacaé diretamente no Twitter.


Curta nossa página no Facebook

Política de Privacidade | Privacy policy | Publicidade | ContatoDesenvolvido pela SYS Computing