ClickMacaé.com.br
ClickMacaé.com.br









» Página Inicial

» Fotos do Município

» O Município> Dados do Município> Empregos> Pontos Turísticos> A Praia> A Serra> Rios Lagoas Cachoeiras> Onde Ir> Restaurantes> Hotéis e Pousadas> Serviços> Telefones Úteis> Órgãos> Agências de Viagens> Segurança Pública> Atendimento Médico> Drogarias-Farmácias> Locação de Veículos> Aeroporto> Empresas Aéreas> Rodoviária> Táxis> Rede de Ensino

Os Pontos Turísticos

Basílica do Santíssimo Salvador

A basílica destaca-se por obter 32 vitrôs ricamente trabalhados. Com o passar dos anos foi reformada várias vezes e reconstruída em 1861. Com a criação do Bispado de Campos, em 1828, a velha matriz se transforma em Catedral, tendo sido praticamente demolida para surgir o Templo projetado por D. Henrique Mourão e empreendido pelo Monsenhor João de Barros Uchôa, em estilo neoclássico.

Igreja de São Francisco

Possui grande acervo de arte sacra barroca e se destaca por ter sido originalmente a capela em homenagem ao Santíssimo Salvador. Ao seu redor surgiu a Villa de San Salvador dos Campos dos Goytacazes. No local onde hoje se encontra a Igreja, foi celebrada a 1ª missa em Campos, no ano de 1652, antes da criação da Villa.

Igreja Nossa Senhora do Carmo

Erguida em 1752, a Igreja da Ordem 3ª do Carmo, de estilo barroco do segundo período, foi totalmente remodelada e enriquecida por pinturas a cargo do artista espanhol Ubeda Marín. Esta é uma das igrejas tradicionalistas de Campos, das que não aderiram às transformações do Concílio Vaticano. Obs: Não é permitido às mulheres o uso de roupas masculinas ou cavadas e aos homens bermudas ou camisetas.

Igreja Nossa Senhora da Lapa/Asilo da Lapa

Construído entre os anos de 1740 a 1748, com um anexo onde outrora funcionou o quartel do Destacamento de Milicianos, mais tarde foi destinado ao Seminário, isso já no século XIX, servindo também de sede de Liceu de Humanidades. Hoje conhecido como Asilo da Lapa, é dirigido por freiras da Ordem das Irmãs Carmelitas da Providência Divina, que tem seu trabalho voltado às meninas órfãs. Guarda em sua história o lendário mistério do folclórico Ururau da Lapa.

End.: Av. Rui Barbosa, 805 - Centro
Horário de Visitação: Missas toda Quarta às 7:30h

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Terço

Construída entre os anos de 1813 e 1850, foi ocupada em 1847, ainda com obra a ser concluída, pelo Liceu Provincial, posteriormente transferido para o Seminário da Lapa. É uma das mais antigas igrejas da cidade, e foi construída por Dom Henrique Mourão, primeiro Bispo de Campos. Sofreu várias interferências através dos anos, tendo a última delas, transformado uma de suas laterais em um corredor de lojas e escritórios

Igreja de São Sebastião

A igreja impõe-se ao conjunto arquitetônico existente. Sua construção data aproximadamente da segunda metade do século passado. De frontão triangular e linhas simples, apresenta um interior mais requintado, com altares entalhados em madeira, assim como o forro e o piso.

Capela de Nossa Senhora do Rosário

Edificada provavelmente na metade do século XVII, por fidalgos portugueses no período dos Viscondes de Asseca, possui característica barroca, simples tanto interna como externamente. A imagem da padroeira veio de Lisboa em 1650, por determinação do donatário da capitania, Salvador Corrêa de Sá e Benevides. Essa imagem vai a capela somente em dia de festa.

Igreja de Santo Amaro

Sua construção teve início em 1735 e concluída em 1790, tendo sofrido sucessivas reformas, responsáveis por sua descaracterização. Suas torres datam de 1945. Em 1648, o mosteiro de São Bento recebeu do donatário da capitania, 40 braças de terra, onde se encontra hoje a sede do distrito de Santo Amaro. Segundo a lenda, a capela foi construída por desejo de Santo Amaro, uma vez que a imagem do santo, que estava no mosteiro, desaparecia com freqüência, sendo encontrada sempre num monte onde foi erguida a igreja.

Igreja de São Francisco

Neste local, em 1652, foi erguida uma capelinha em louvor ao São Salvador. Mais tarde foi deslocada para a praça principal e no local erguida então a igreja em homenagem a São Francisco. Em estilo barroco do terceiro período, possui colunas de movimento expressivo. No frontão, ao centro, um nicho com a imagem de São Francisco, ladeado por dois anjos e ornatos sobre as portas, com motivos em frutas tropicais.

Solar da Baronesa

Pertencente à Academia Brasileira de Letras, está cedido a UENF (Universidade Federal do Norte Fluminense). Trata-se do mais belo monumento da arquitetura barroca campista.

Solar dos Ayrizes

Belíssimo exemplar da arquitetura barroca campista, possui toda sua estrutura em peroba e pau-brasil. Segundo a lenda, nele residia a Escrava Isaura.

Ururau da Lapa

Consta que, por volta de 1700, habitou no Rio Paraíba do Sul, bem em frente a Igreja, um Ururau (jacaré de papo amarelo). Era bicho bravio, que durante muito tempo conseguiu escapar dos trabucos e das redes dos pescadores. Com o tempo, o jacaré desapareceu, mas ficou-lhe a lenda, que persiste até hoje, de que o animal ainda habita o local, escondido em um velho sino, que iria para a Igreja em frente, afundado no naufrágio do barco que o trazia de Portugal. A lenda informa que o jacaré seria um jovem travestido no bicho, jogado no fundo do rio pelo pai de uma jovem ricaça que não aceitava o namoro do rapaz com a moça.

Fórum Nilo Peçanha

Construído para a comemoração do centenário da Cidade, ocorrido em 1935, o Fórum destaca-se como um edifício monumental, pois é réplica perfeita de um templo romano. Em estilo neoclássico, guarda em suas linhas o estilo do Parthenon Grego e dos templos romanos da ordem coríntia. O Fórum Nilo Peçanha é tombado pelo Patrimônio Histórico

Liceu de Humanidades

Prédio mais antigo do município, o Liceu foi construído em 1864. Imponente, guarda em sua história a forma como passou para a Câmara Municipal, até se tornar escola estadual. Possui beleza eclética que combina os estilos foscano, barroco e jônico e o jardim mantido ao longo do tempo, com seus bustos, o chafariz, postes antigos e um coreto no centro.

Academia Campista de Letras

A academia foi criada em 1939, por um grupo de intelectuais campistas. Desde 1955, está instalada no prédio onde funcionou o Instituto Clarépede.
Dentre os acadêmicos que por lá passaram, podemos destacar: Godofredo Nascente Tinoco, Alberto José Sampaio, Gerônimo Ribeiro e Rogério Gomes de Souza.

Villa Maria

A belíssima construção foi originalmente residência da usineira Maria Queirós de Oliveira, a 'Finazinha de Queiroz'. Suas características são as das vilas italianas do começo do século XX. Hoje, a Villa é sede da Reitoria da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) e fornece ampla programação, como fonoteca, vídeoteca, seminários, exposições, vernissages, audições individuais e coletivas, shows e outras atividades.

Chafariz Belga

Os chafarizes remontam à antiguidade e no século XVI foram as soluções urbanísticas para os grandes espaços livres, como elementos decorativos. O chafariz de louça belga, com predominância de tons azuis e caramelo, é composto por três peças, o famoso "Bolo de Noiva". Foi várias vezes reformado, tendo sido restaurado em 1991, quando recebeu de volta os leões e as taças que o adornam, que haviam sido destruídos.

Usina do Queimado

Foi a primeira Usina de açúcar de Campos, tendo sido implantada pelo comendador Julião Ribeiro de Castro, que trouxe da Inglaterra todo o maquinário e técnicos responsáveis para montagem, para transformar o Engenho do Queimado em Usina. Não houve qualquer facilidade oficial. Alguns dos maquinários originais ainda se encontram em funcionamento.

Horto Municipal

Com área de lazer arborizada, o Horto Municipal é o espaço perfeito para curtir a natureza com os amigos ou mesmo com a família e aproveitar os espaços para piqueniques e playground para a criançada.

End.: O Horto fica na Avenida Alberto Lamego, s/nº

Política de Privacidade | Privacy policy | Publicidade | ContatoDesenvolvido pela SYS Computing