ClickMacaé.com.br
ClickMacaé.com.br

» A Bacia de Campos

» Petróleo e Gás

» Sobre o Petróleo> A Atividade Offshore no Brasil> A Bacia de Campos em Números> A Distribuição> História do Petróleo> A História no Brasil> As Crises do Petróleo> As Plataformas da Bacia de Campos> As Reservas da Petrobras> Definições Técnicas> Lei do Petróleo> Licenciamento Ambiental> O Petróleo> O Refino> O Transporte

» Serviços> Classificados> Fornecedores Offshore

» Veja Também> Cursos> Sobre o Gás> Terminologias

» Empregos> Buscar Profissionais para Minha Empresa> Buscar Vaga de Emprego na Área

As Reservas da Petrobras

Desde 1984, a Petrobras vem realizando importantes descobertas em águas profundas e ultraprofundas. Essas descobertas ocorreram, inicialmente, na Bacia de Campos e incluem os campos de Albacora, Marlim, Marlim Sul, Marlim Leste, Barracuda, Caratinga, Espadarte e Roncador. Desde 1999, nas bacias de Santos e do Espírito Santo também têm ocorrido descobertas nessa faixa de lâmina d’água.


No fim de 1999, as reservas de petróleo e gás da Petrobras chegaram a 17,3 bilhões de boe, distribuídas da seguinte forma: 14% em terra firme, 11% em águas rasas e 25% em águas profundas. Os 50% restantes encontravam-se em águas ultraprofundas. Em resumo, as reservas equivalentes de petróleo e gás da Empresa em águas ultraprofundas representavam 75% do total.



Como reflexo dessa distribuição, sua produção em águas profundas e ultraprofundas vem aumentando proporcionalmente em relação à produção total: de 1,7% em 1987 para mais de 55% no primeiro semestre de 2000. Em 30 de dezembro de 2000, o pico da produção diária interna de petróleo da Petrobras era de 1.531.364 bopd, distribuídos da seguinte maneira: 17% em terra firme, 19% em águas rasas e 64% em águas profundas e ultraprofundas.

Para aumentar sua produção interna, a Petrobras precisa desenvolver seus campos em águas profundas e ultraprofundas. Em 2005, a Empresa planeja atingir a produção de 1.85-milhões bopd no Brasil, e cerca de 75% dos quais serão provenientes de águas profundas e ultraprofundas.

Além do mais, a maior parte das expectativas de descobertas de novas reservas se concentra em águas ultraprofundas. Atualmente a Petrobras detém concessões para exploração de 99 blocos no Brasil, 72 dos quais estão situados no mar e 75% deles em lâmina d’água de além de 400m. Assim sendo, a Petrobras está empenhada com afinco em um esforço de exploração com várias plataformas DP em operação em lâminas d’água que variam de 1.800 a 3.000m.

Fonte: Petrobras

viagra pills in zimbabwe
generic levitra legal
generic levitra legal

Política de Privacidade | Privacy policy | Publicidade | ContatoDesenvolvido pela SYS Computing